Game breaking moments

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Game breaking moments

Mensagem por hawk666 em 11/02/14, 07:58 pm

Sabe aqueles momentos em que tal game, subitamente, oferece um personagem/equip/skill ou stat tão absurdo que, se for avaliar por dificuldade, parece que passou do "normal" pro "very easy"?

Que tal relembrarmos alguns deles?

Aqui vai minha lista parcial:

Orlando , the "Thunder God" Cid (Final Fantasy Tactics):



Você se ferra upando seus black e white mages e comemora cada summon novo pro seu summoner pra, no meio do jogo, entrar um Holy Swordman que mata todo mundo com 1 hit. Se não mata em 1, é em 2. Aí avançando mais um pouco você tem uma tropa de calculators metralhando flare e holy e uma legião de ninjas throwando espadas god tier, e tudo volta a ficar equilibrado. Sqn.

Point card (Legend of Legaia):

Juggernaut? Miracle arts? Pra que se matar pra ter todo esse poder de fogo, se você pode simplesmente ficar farmando pontos pro seu point card? Se você ficar comprando potions e juntar a quantia suficiente, pode causar danos absurdos de 50.000hp por hit (uso) em qualquer bicho, seja monstro ou chefe. RPG mais capitalista da história.

Renzokuken (Final Fantasy VIII):

Tá, Omnislash, KotR e até mesmo o End of Heart são mais poderosos, e causam mais hits/estrago, mas esses três últimos são relativamente difíceis de serem adquiridos. Já Renzokuken tá logo de início, e é somado ao limit break seguinte. Pra aumentar ainda mais o desaforo, o sistema de limit break do VIII é completamente quebrado, dando 1000 brechas pro jogador ficar explorando ele 300 vezes por minuto em uma única batalha.
avatar 
hawk666

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Game breaking moments

Mensagem por Gigas em 11/02/14, 08:19 pm

Orlando do FFT acho que foi a primeira vez que fiquei incomodado com algo que quebrou o jogo. Tanto que um dos maiores incentivos que tive para rejogar na época foi ver como o jogo seria sem ele na party lol (E matemáticos)

Talvez o segundo personagem mais forte da história dos games, haha, superado pela KOS-MOS no final do Namco x Capcom, solava os mapas inteiros.


Os FFs do PSone tem muito disso, fazia parte da graça dos jogos e fonte de comentários na escola os Limit Breaks e seus ataques de 1000hits de 9999 de dano


Esse de Legend of Legaia não cheguei a ver não.

Mas no Legaia 2 tinha uma forma de especial que você aprendia que levou o nível de dificuldade até o chão, como o jogo é chato não tive pena de spammar, só que aí o chefe final é imune/resistente ao especial FUUUUUUU   
Tive que voltar, grindar, aprender novos ataques porque cheguei underleved, foi um saco

Isso aí é uma outra classe, Pseudo-game-breaker, você acha que está abafando aí vem um chefe imune e acaba com a festa  Sad 

Mesma dificuldade tive no Arc the Lad 2, tava meio pucto com o jogo porque o primeiro acaba no ápice e o 2 vai aquecendo desde o início, então não quase nenhuma side-quest e joguei bem underleved, mas com muita facilidade graças as magias de diminuir defesa/ataque do inimigo. Tudo lindo, tudo tranquilo, aí obviamente o chefe final era imune, tava com savestate em ponto sem retorno, ferrou, foi o chefe final mais difícil da minha vida. (Batendo Shuu do SRW3)
avatar 
Gigas

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Game breaking moments

Mensagem por Sir Greg em 11/02/14, 09:40 pm

Conheço alguns casos desses, porém em outros gêneros de games, isto é, fora dos RPGs:

Gran Turismo: você tem que apelar pra fechadas, batidas e outros truques pra ganhar as corridas. Em compensação, quando vc consegue comprar o Escudo... os adversários parecem lesmas!!

Marvel vs. Capcom: Um jogo de luta como qualquer outro, com suas características particulares. Aprenda a fazer um combo infinito e considere-se vitorioso até mesmo no nível hardest do game. Se o seu oponente for um outro jogador, o primeiro que emendar o combo infinito vence.

Castlevania Symphony of the Night: Joguinho desafiador e provocante. Se a vida estiver difícil demais, sua salvação será combinar o Shield Rod (ou Mablung Sword) com o Alucard Shield. Nem mesmo o Galamoth aguenta o tranco!!

Por enquanto, me lembro apenas desses games com "game breaking". creio que existem muitos outros...
avatar 
Sir Greg

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Game breaking moments

Mensagem por Saint Rafael em 12/02/14, 12:18 am

Lembro de um desse Castlevania aí.

Ao terminar o jogo,vc joga com o Richter,certo?
Tinha alguns chefes que eram um pé no saco pra matar com ele.
Aí,vc chega no Galamoth,e pensa: "agora eu me ferrei".

Só que ele é bem fácil de matar com a sub-weapon correta.
Primeiro,de uns 2 super saltos(baixo + cima),e atravesse ele com air dash(shoryuken) de modo que vc fique na plataforma que fica em frente a cabeça dele.
O ponto fraco de Galamoth é a cabeçona.É só usar 3 item crash de faca,e ele morre em menos de um minuto. "Knife Ryu Sei Ken" nele. Laughing
avatar 
Saint Rafael

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Game breaking moments

Mensagem por gizellechan em 12/02/14, 11:28 am

Sir Greg escreveu:Castlevania Symphony of the Night: Joguinho desafiador e provocante. Se a vida estiver difícil demais, sua salvação será combinar o Shield Rod (ou Mablung Sword) com o Alucard Shield. Nem mesmo o Galamoth aguenta o tranco!!

Tinha a Crissaegrim também, uma espada que era uma apelação só  Laughing
avatar 
gizellechan

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Game breaking moments

Mensagem por Daniel em 12/02/14, 07:29 pm

Bah, essa dos Legaias realmente eram fodas  Laughing 
Aquele combo do Squall de Meltdown+Aura+Renzokuken era apelativo mesmo.

Suikoden Tierkreis
A dificuldade desse jogo já não é muita, e quando a Chrodechild entra no grupo, fica muita baixa. E mais passar do jogo, a irmã, acaba se unindo também, aí vira covardia e só o last boss vai oferecer alguma resistência, embora não dê nem para o cheiro.

Fire Emblem: Awakening
Basta formar uma parceria do Chrom com o Robin por uns poucos capítulos. A partir daí, eu juro que se pode entrar até o final do jogo só com os dois e deixar no automático, e em 95% dos capítulos, você termina de perfect, sem perder 1 misero HP, e isso no hard.

Tem outros também, só que mais momentâneos, como a Beatrix sempre reduzindo seu grupo ao pé da cova com um único hit e você só podendo jogar por pouco tempo com ela.

Beatrix deve ser filha do Orlando, só pode  Laughing
Esse véio era foda. Que jogo lindo. 

avatar 
Daniel

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Game breaking moments

Mensagem por hawk666 em 12/02/14, 08:35 pm

Beatrix  I love you 

Quase chorei quando vi ela e o Steiner no final.
avatar 
hawk666

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Game breaking moments

Mensagem por Akiha em 12/02/14, 09:24 pm

Bom acho que Fire Emblem tem bastante disso Laughing  (pena que as armas quebram)

tem a Lucia no Radiant Dawn e o Ike depois da espada, da pra terminar mapas inteiros com os dois acho.

lembro do Ing do SRW OG2nd na metade do jogo fica tão forte que vira piada o resto ate pertinho do fim, e a Ibis também no mesmo jogo.

é legal as vezes fazer algo assim, quando a história consegue passar a sensação de poder do personagem e etc.
avatar 
Akiha

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Game breaking moments

Mensagem por hawk666 em 12/02/14, 09:32 pm

Falando em SRW eu lembrei do W-Gundam Zero Custom. Eu sempre upava ele por último e mesmo assim dava pra solar missões inteiras com ele. Não sei se nos de PS2 pra frente nerfaram ele...
avatar 
hawk666

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Game breaking moments

Mensagem por SUPER 32FX em 14/02/14, 10:53 pm

FFT é quebrado demais. O Orlandu aparece só pra esfregar na cara do coitado do jogador que levou horas pra conseguir masterizar todas as classes que ATK e Speed são os únicos atributos que importam nesse jogo. Logo, um master Calculator com poder mágico e speed altos também quebra o jogo facilmente, bem antes do Orlandu.

"Tactics" uma ova. Laughing


-

Mass Effect 2


O game breaker do jogo é a combinação Infiltrator* com Widow Sniper Rifle, Warp Ammo e Assassination Cloak (headshot na maioria dos inimigos), mais o Incisor Rifle na mão do Garrus, Thane ou Zaeed --já que a a AI não erra tiros. Funciona até no Insanity.

*Troque por um Soldier com setup semelhante se você consegue jogar agressivamente sem se dar mal.

Com tanto desequilíbrio, demais classes pra quê né?

Só porque eu comecei o jogo gostando do Vanguard suicida. =/
avatar 
SUPER 32FX

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Game breaking moments

Mensagem por Conteúdo patrocinado

 
Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum