Crisis Core: Final Fantasy VII

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Crisis Core: Final Fantasy VII

Mensagem por Daniel em 20/01/13, 07:53 pm


Empresa desenvolvedora: Square Enix
Sistema: PSP
Sistema: RPG Action

Data de Lançamento:
13/09/2007
24/03/2008
20/06/2008

Vendas:
800.000 Cópias
1.300.000 Cópias
550.000 Cópias





A Verdade sobre o início



Final Fantasy VII é um dos jogos favoritos da Square e sempre foi um sinônimo de vendas. Todos adoram a história de Cloud, vários choraram pela Aeris e pelo menos uma vez na vida, todos os gamers com mais experiência já presenciaram um surto de fãs do Sephiroth. Aproveitando o aniversário de 10 anos do jogo, o projeto chamado “Compilation of Final Fantasy VII”, abrange o filme Advent Children, o Before Crisis para celular (somente no Japão), o enigmático Dirge of Cerberus para PS2 e o Crisis Core para o PSP.



Apesar de ser o quarto jogo da compilação lançado, é o primeiro da ordem cronológica e também um dos primeiros títulos da empresa para o portátil.


Esse novo game conta a verdadeira história sobre Zack Fair, um jovem SOLDIER da Shinra que quer se tornar um herói, além de mostrar diversos detalhes do passado de outros personagens do game original (uma vez que Zack está presente nas memórias de outros personagens de Final Fantasy VII, especialmente nas de Cloud). Zack, cujo sonho é ser um herói como o lendário Sephiroth, personagem imortalizado na opinião de muitos jogadores (com muitas ressalvas e controvérsias, diga-se) como o maior vilão da série, mas que neste capitulo exerce um papel exatamente contrário, sendo o maior herói dos SOLDIER (grupo militar de super soldados aos quais os dois fazem parte). A busca do protagonista para se tornar um grande herói como Sephiroth esbarra em descobertas que trarão à tona a verdade escondida sobre os SOLDIER, bem como culminarão nos eventos ocorridos no jogo original.

Crisis Core: Final Fantasy VII é um game bem produzido, com uma interessante jogabilidade num estilo RPG Action.

Por mais que Crisis Core seja um game diretamente relacionado ao jogo original, ele não deixa de ter um ar totalmente original, graças à forma com que a história se desenrola e como você o joga.

O enredo principal conta de forma interessante a história, prato cheio para os fãs que finalmente terão detalhes dos verdadeiros acontecimentos da história de Zack e sua relação com os novos personagens apresentados, Angeal e Genesis, e com os tradicionais, como Sephiroth, Cloud e Aeris.




Zack Fair



Zack é um dos mais carismáticos personagens da história da série Final Fantasy. Sua alegria e esperança apenas aumentam drasticamente a tristeza pela certeza de seu fim trágico. Amigo de Cloud Strife, protagonista do jogo original, Zack é um excelente protagonista. Carismático e incansável, ele muda a vida de todos ao seu redor de maneira positiva.






Aeris



Aeris é uma garota aparentemente comum: uma vendedora de flores que um dia recebe a visita inesperada de Zack Fair na igreja onde planta suas flores. Após o encontro, ambos se tornam próximos, mas, após várias missões e contratempos, os dois acabam perdendo contato. Descobre-se depois que 4 anos se passaram desde o incidente em Nibelheim, e que Aerith esteve escrevendo para Zack, totalizando 89 cartas.






Cloud



Cloud é um membro novato da equipe de segurança da Shin-Ra. Um jovem inocente que sonha ser um SOLDIER, cuja missão é alcançar a paz pela empresa, mas suas habilidades são pequenas. Felizmente, em uma missão que ocorre com Tseng e Zack, Cloud acaba se identificando com o protagonista, e Zack se torna seu melhor e único amigo.






Angeal



Mentor de Zack, Angel é o portador original da lendaria Buster Sword (espada que Cloud usaria em Final Fantasy VII). A maior parte do treinamento que Zack recebeu na Shinra foi passada por ele. Angeal também é muito idolatrado por Zack, no qual, segue fielmente as palavras de seu mestre: "Abrace seus sonhos para alcançar aquilo que deseja".






Genesis



Amigo de infância de Angeal e também um SOLDIER de primeira classe, Genesis abandona a Shinra levando vários membros consigo. Para o espanto geral, os soldados que seguiram Genesis foram transformados em cópias quase exatas do próprio usando tecnologia roubada da Shinra. Genesis é considerado como um inimigo da Shinra nesse momento e Zack tem a missão de para-lo.






Sephiroth



Um SOLDIER de primeira classe que é reverenciado por todos como um herói e ser um dos mais fortes da Shinra. No início, seus únicos amigos são Angeal e Genesis, mas ele ao longo da história, faz amizade com Zack. A fim de parar os planos de Genesis e Angeal, Sephiroth parte juntamente com Zack e Cloud para o reator de Nibelheim, o que fará seu futuro mudar completamente.




Ao contrário do que se espera de um jogo da série Final Fantasy, Crisis Core não funciona como um RPG tradicional. Ele é mais voltado para a ação, com tudo ocorrendo em tempo real. Os elementos clássicos continuam presentes como as magias tradicionais da série e o sistema de customização de Materias, que dão novas habilidades e poderes a Zack, o único personagem jogável. O sistema de batalha se assemelha ao de Kingdon Hearts, o movimento livre do personagem nos combates, mas sem perder o menu de magias, itens e etc. no canto inferior da tela.

O game possui um sistema chamado DMW que funciona com os personagens com quem você já se relacionou. São três personagens que sempre acabam selecionados de forma aleatória no canto superior esquerdo da tela.

As diferentes combinações de personagens, lhe oferece diferentes tipos de status, assim como os números selecionado (de 1 a 7). Quando o mesmo personagem é selecionado duas vezes, a batalha para e o DMW ocupa a tela inteira, deixando a expectativa de o mesmo personagem ser selecionado uma terceira vez e habilitar assim um tipo de “limit break”.



Summons, limit breaks e level ups dependem DMW. Quando três faces iguais de pessoas que Zack conhece se alinham, ele pode usar um limit break relacionado a este personagem. Caso dois se alinham mas não necessariamente o terceiro, os resultados variam de acordo com os números que param. Se os três números forem 7, Zack irá dar um level up, e caso dois números combinem, as materias que estão equipadas podem dar level up de acordo com o slot. Pode parecer aleatório, mas as chances aumentam conforme o jogador for derrotando inimigos e adquirindo SPs e depois de um certo número o próprio jogo já te dá um 777 automático. As emoções de acontecimentos da história também alteram o DMW e isto aumentam as chances de um certo personagem aparecer.

Às vezes pode acontecer do DMW travar e os amigos de Zack serem substituídos pelos summons e caso tenha três iguais há uma sequência de invocação. Existe também uma terceira roleta, com chocobo e seus "amigos" por assim dizer. E uma relacionada ao Genesis também pode acontecer. Se apenas os números combinarem e não as pessoas, Zack ganha bonus aleatórios como custo zero de AP ou MP, ou ainda pode ser curado.



A trilha sonora foi composta por Takeharu Ishimoto (The World Ends With You, Kingdom Hearts: Birth by Sleep, Last Order : Final Fantasy VII e os Dissidias). Além de remixes das músicas clássicas de Final Fantasy VII, há as músicas criadas especialmente para este jogo. Várias peças são mais de ambiente, discretas, mas gostosas de ouvir enquanto outras são bem memoráveis como a Encounter (de batalha), Frantic Battle e a música tema de Crisis Core, que tem inúmeras variações. A música de encerramento, fica à par da cantora Ayaka Iida: Why.



A apresentação gráfica do jogo impressiona, com personagens detalhados e cenários que, se não são tão perfeitos quanto os protagonistas, ao menos retratam muito bem os locais no qual o jogo se passa, sendo convincentes ao retratar, de forma atualizada, as paisagens que as limitações técnicas deixavam a desejar no jogo original do Playstation One em 1996.
Os inimigos não são muitos, mas essa limitação na quantidade teve algum impacto na qualidade da animação e detalhamento dos mesmos, que é quase a mesma dedicada aos protagonistas. O efeito visual das magias também é muito bom, com alguns destaques como as ofuscações e brilhos que seguem os golpes de espada de Zack. As CGs são ótimas, seguindo o conhecido padrão de qualidade da Squaresoft.



Não há acesso ao World Map, embora nas missões, Zack possa ir a lugares já conhecido como o Chocobo Ranch, por exemplo. Missões da história mandam Zack para Wutai, Costa del Sol, Junon, Gongaga, Mt Nibel e, é claro, Nibelheim.
Missões, essas que, acabam por se tornar extremamente repetitivas.
Nelas, os cenários são escassos, e inimigos com índice de repetibilidade alto.

Crisis Core é um excelente título para o PSP, e mesmo para quem ainda não jogou o jogo da série, pode joga-lo sem preocupações.
Final Fantasy vem recebendo uma enxurrada de spin-offs deploráveis que minam cada vez mais o nome da lendária série de Sakaguchi. Crisis Core, certamente não se enquadra nesse quesito, e é altamente recomendável.


Notas:
História: 4/5
Gráficos: 4/5
Som: 4/5
Sistema de Batalha: 3/5
Dificuldade: 3/5
Total: 3,6



Última edição por Daniel Z em 12/02/13, 09:07 pm, editado 1 vez(es)
avatar 
Daniel

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crisis Core: Final Fantasy VII

Mensagem por Saint Rafael em 20/01/13, 10:16 pm

E eu adoro! I love you
avatar 
Saint Rafael

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crisis Core: Final Fantasy VII

Mensagem por djcoston em 22/01/13, 12:42 pm

Ficou muito foda o tópíco e a review, Daniel.
Parabéns cara, melhorando cada vez mais!
avatar 
djcoston

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crisis Core: Final Fantasy VII

Mensagem por Daniel em 23/01/13, 12:02 am

Estou começando a usar editores html para fazer algumas coisinhas que em BBcode não se pode, aí dá uma melhorada no visual.

Esse é um bom local: http://versadus.com/flavius/editor/_samples/editor-html-online.html

Mas para quem tiver um blog no wordpress, por exemplo, tem alguns bons layouts de postagens que ajudam bastante, daí é só copiar o código e postar por aqui.
avatar 
Daniel

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crisis Core: Final Fantasy VII

Mensagem por Hazuki em 12/02/13, 12:29 pm

Daniel, sei que muita gente já conhece a história de FFVII e consecutivamente a base da de Zack, mas sinceramente achei a imagem no final da sua análise um spoiler. Tongue

Ademais sua review me lembrou o quanto gostei principalmente pela história e trilha sonora (exemplo). Gosto bastante de Zack, sua empolgação e carisma. Já em termos de jogabilidade gostaria que os mapas fossem mais abertos e deixassem aquele ar de corredor de lado que muitos apresentam.

Dos membros de compilation of FFVII também sigo seu pensamento e digo que é bastante recomendável!
avatar 
Hazuki

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crisis Core: Final Fantasy VII

Mensagem por Conteúdo patrocinado

 
Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum