Momento Paciência

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Momento Paciência

Mensagem por Sir Greg em 11/08/12, 01:04 pm

Paciência. Virtude que está ficando cada vez mais escassa em uma sociedade imediatista como a nossa. Ah! Se vendessem paciência nas farmácias e supermercados... Muita gente iria gastar boa parte do salário nessa mercadoria tão rara hoje em dia. Do jeito que a coisa anda nos tempos de hoje, não duvido que comecem a vender o negócio para o pessoal.


Olá pessoal, Convido-os nessa hora para mais um "Momento" de reflexão. E o tema deste mês é o:

"Momento Paciência"


Neste evento, pretendo falar sobre uma qualidade que é pré requisito obrigatório para finalizar determinado game com 100% ou no nível Ultra Fucking Super Hard Plus (e não são poucas as vezes que costumam ser os dois).

Quando estamos jogando um game, conforme o tempo vai passando, vamos ficando cada vez mais ansiosos para chegar ao final do mesmo. Isso é potencializado ainda mais quando este jogo em questão proporcionou-nos momentos únicos de desfrute do mesmo.

Em contrapartida, existe o fator enfado, que faz com que aconteça justamente o contrário, porém, sem prejuízo da ansiedade.

Mas o que pretendo deixar claro com essa reflexão é sobre o elemento paciência em si. Durante uma jogatina, haverá momentos que vão testar tal atributo aos extremos em alguns casos. E esse fator, em vários casos, chega a ser determinante para que prossigamos com o nosso gameplay.

Um grande exemplo disso são os famosos “puzzles” de vários games, que exigem (e muito) da nossa paciência para serem resolvidos. Não são poucos os casos em que os jogadores desistem de continuar um game justamente por causa do enigma, sendo que este esgotou todos os recursos pensáveis para ele naquela hora. Alguns tentam encarar o problema novamente, procurando a solução para o caso, e dessa quantia, metade persevera em resolver o mistério, enquanto a outra parte acaba sendo vencida pelo cansaço, frustração e esgotamento da virtude, levando assim à desistência de continuar com o jogo. Outra demonstração de um caso como este são certas batalhas contra chefes que exigem um macete a mais para serem derrotados.

Quando o jogador chega ao momento de esgotamento, ele pode simplesmente parar de jogar, pedir ajuda para alguém que jogou o game ou usar, mesmo que possa ser contra seu orgulho, algum recurso provindo de alguma fonte exterior, tal como detonado, game shark ou cheat, só pra poder vencer aquele obstáculo. Dependendo do game e do indivíduo, existem casos em que a pessoa que está jogando chega a “perder a linha” e começa a desabafar da maneira dela. (shoot’ em ups e games de luta são campeões no caso). Mas isso não quer dizer que o ser humano em questão vai querer sair “destruindo tudo feito Bruce Lee” (sábias palavras Mallow!!).

Como é de praxe, vou dar um pequeno testemunho de um evento como esse que aconteceu comigo. Na época, eu estava jogando Wild Arms no ps1. Como é de conhecimento de alguns, este game tem alguns puzzles de nível hardcore. Cheguei até um local no game, onde tinha cinco estantes na parte de cima, cinco baús na parte de baixo e uma porta no meio da sala, que estava trancada. Eu abria os baús em certa ordem, fechava, repetia o procedimento junto com as estantes, fazia o inverso do processo, enfim, tudo o que estava ao meu alcance. Para meu azar, nada do que eu fazia aparentava indicar que estava certo ou errado. Cheguei a deixar o save congelado por quase um mês depois dessa frustração. Passado o tempo, tentei novamente resolver o que parecia impossível. Não consegui novamente de primeira tentativa. Foi então que eu resolvi procurar usando os meios externos a resolução do problema: através de uma revista, eu tentei procurar algo a respeito. Eu não possuía muitos conhecimentos de internet na época. Na revista, tinha o endereço de alguns sites de games, e, entre eles, estava o game winners, que é um site de cheats e detonados, com qualidade inferior ao Gamefaqs. Dali eu encontrei o game em questão para mim, mas nada a respeito do mesmo, porém, encontrei um link que me mandou direto para o Gamefaqs, com o detonado e tudo! Foi então que resolvi ler até a parte em que eu estava travado e descobri a solução da coisa. Era algo impensável para eu fazer no local. Creio que cheguei a fazer na época em que estava quebrando a cabeça, mas não da maneira correta.

Após adquirir a informação, fui imediatamente testar o que eu vi a respeito do mistério e voilá! A porta se abriu! Meus dedos coçaram, o desejo ressurgiu e a ansiedade de terminar o game ficou maior do que antes! Terminar o jogo após esse evento foi relativamente fácil para mim, pois eu ganhei bastante level tentando resolver o bendito do problema.

Vale lembrar que o que pode parecer impossível para um, tem a chance de ser algo simples para outro e vice-versa: enquanto algumas pessoas me dizem que até hoje não conseguem pegar as 120 estrelas do game Super Mario 64 mesmo usando a revista, eu consigo fazer tal tarefa sem muitas dificuldades e sem o auxílio exterior. E pra variar, uma destas pessoas mencionadas me disse que conseguiu resolver o mistério que me travou no Wild Arms com muito mais facilidade que eu!!

Convido-os nesse “Momento” para compartilharem suas experiências referentes ao tema do mesmo. Tenho plena certeza que todos aqui já passaram por quadros semelhantes e tiveram algumas vitórias, canseiras, derrotas e frustrações. E que atire a primeira pedra ou solte o primeiro Hadouken quem nunca passou por tal!!

Lembrem-se: Não há problema que não possa ser solucionado pela paciência. (Chico Xavier)


Desculpem o atraso com o post pessoal. Estive bastante ocupado nesses tempos e só consegui me aliviar de uns tempos pra cá.
avatar 
Sir Greg

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Momento Paciência

Mensagem por Daniel em 01/09/12, 12:33 am

Paciência, foi algo muito cruel comigo nos games, principalmente na minha infância, onde jogos demoníacos do melhor estilo "dark From Hell" habitavam as prateleiras de meu quarto.

Tenho um jogo, até hoje que ainda não consegui terminar, um Shmup: Recca Summer Carnival '92
Pretendo terminá-lo algum dia, seja lá qual for Laughing

Outro jogo que penei mas consegui terminar foi Black Thorne, no Super Nes. O jogo é bem complicado para chegar ao final, mas o pior de tudo foi o último chefe. O esquema é diabólico.
Quando o maldito caiu de vez, foi um momento glorioso e todo o sofrimento foi compensado e todo o sofrimento foi transformado em alegria hooray


Em nenhum momento da minha vida gamer recorri a gamesharks da vida, mas, confesso que quando havia um segredo a mais contido no próprio game como o código Konami ou transformar o juiz em cachorro no ISSS, eu ia sem medo

avatar 
Daniel

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Momento Paciência

Mensagem por rpgmaster em 01/09/12, 01:04 pm

Lembro de alguns jogos que testaram a minha paciência ao limite :

Ninja Gaiden (nes)
-> Como muitos sabem, este é um dos jogos mais diabolicamente difíceis já criados.As fases finais são satânicas e os inimigos não só possuem uma velocidade de movimentação elevadas como se por kaiohken, mas também disparam projéteis por todas suas entranhas. Chegava a chorar de raiva quando pela 275° vez chegava em x fase e de lá não conseguia passar. Quando consegui, após alguns anos tentando, comemorei como no dia em que o Brasil venceu a copa de 94' hooray

Final Fantasy Tactics (psx)
-> Maximizar tudo neste jogo não é algo difícil, mas exige grande paciência pra ficar repetindo o mesmo procedimento centenas de vezes, ainda mais quando vc decide fazer isso com todos os chars.

Double Dragon (arcade)
-> Este DD é aquele no estilo Street Fighter. Como em Mortal Kombat, nesse jogo, após chegar nos inimigos finais, eles praticamente são programados a sempre executarem o contra-golpe perfeito no momento em que vc ataca, o que faz vc acreditar que o inimigo possuí poderes divinos de precognição (e realmente é isso mesmo). Vencer o Shuko e depois ter que lutar contra o Duke é algo maligno rant

Out of This World (snes)
-> Não há save, não há esperança, não há ***** nenhuma nesse jogo que alivie o stress de falhar em um puzzle ou situação onde vc só tem uma chance de ser bem- sucedido. E olha que quando isso acontece, geralmente te pega desprevenido, como por exemplo uma rocha do tamanho da tela caindo sobre o crânio de seu personagem ou algo que se rompe e lança um dilúvio sobre o pobre personagem.

Ilusion of Gaia (snes)
-> Por mais que eu tentei, alugando o jogo umas 20 vezes, nunca consegui encontrar todas as red jewels (que se me lembro acho que eram 50 no total). Me faltaram 3 para completar essa busca insana.

Street Fighter (arcade) - " O segredo do hadouken"
-> Sim...enquanto os amigos sabiam executar o hadouken...ou ainda até o poderoso shoryuken. Eu estava apertando os botões como um louco, na esperança de tais golpes serem executados, nem que apenas por uma única vez. E ao invés de me ensinarem os "macetes", todos riam No
Foram treinos intensos mas muita determinação até o dia em que fui de um simples noob inútil em jogos de luta até um jogador experiente em games do gênero.

Tales of Innocence/Soma Bringer (Nintendo DS)
Persona I e II (PSP)

-> Em tempos recentes, estes jogos me tiraram do sério. Ambos possuem seus pontos fortes mas o mesmo maldito problema : a alta taxa de encontro com inimigos...
Juro que em Tales of Innocence devo ter lutado mais de 2000 batalhas (acho que passei das 3000, contando as que dei run). Lembro que em Tales of Phantasia (snes), a média de combates era entre 1200-1500.
Soma Bringer é um action rpg, mas os mapas titânicos são repetitivos e o jogo não me chamou atenção. Foi um saco pra terminar isso .
Persona I e II são excelentes rpgs, muito acima do normal, mas chega uma hora em que as constantes telas de batalha se tornam um verdadeiro tormento. Eu havia decorado as músicas de bosses e inimigos normais de tal forma que se me entregassem qualquer instrumento musical que fosse, creio que seria capaz de executá-las com maestria ...por sorte a trilha sonora dessa série sempre foi seu ponto forte.


avatar 
rpgmaster

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Momento Paciência

Mensagem por MrLinx em 01/09/12, 02:48 pm

Não me lembro de muitos momentos desse apesar de saber que já tive muitos. hmmm

The Revenge of Shinobi

Me lembro aqui de quando o meu Mega Drive funcionava; a dificuldade para ir mais longe em The Revenge of Shinobi.
O jogo ia ficando bem difícil e só consegui avançar nele devido a manha de kunais infinitas que descobri por pura sorte. Mesmo assim não consegui zerá-lo pois fiquei preso na última fase e perdi toda a minha paciência.

Golden Axe
Ainda no meu amado Mega, lembro de passar horas jogando o primeiro Golden Axe. E como foi difícil ficar bom nesse jogo.
Lembro que tinha que ter muita paciência pois as vezes você matava todo mundo e aperecia um buraco para pular, e ai é que vinha o sofrimento.
Aqueles sprite duros as vezes me matavam de raiva pois você corria e bem na hora de pular o personagem dava apenas um pula pra cima e não ia para frente caindo pelo maldito penhasco.


Mais depois que vicei nesse zerava fácil fácil.

Suikoden IV

Esse foi um que minha paciência se esgotou. Não por dificuldade, mais sim pela historia incrivelmente tosca e quase inexistente que me fazia praguejar por este jogo levar o nome Suikoden! Além do mais haja paciência para andar de barco nesse jogo. Eu até tentei zerar esse, mais não deu.

Dragon Warrior VII

Esse é um campeão de meus testes de paciência. Na época que jogava esse eu não tinha computador e acesso a faq's. Logo era sempre penoso quando ia para um pedestal e me faltava uma "shard". Minha noção de inglês também era fraca, então eu passava horas e horas procurado por essas peças de quebra cabeça.

Wild Arms

Na época não tinha PC para ter acesso a faqs e minha única ajuda era o dicionario de inglês que tinha e meu irmão. Lembro que eu e meu irmão penávamos para descobrir certas coisas. Como não entendiamos muito inglês ia na base da persistência, a famosa: tentativa e erro; e claro, na base da "cagada". Acabou que meu irmão que nem era e nunca foi um jogador assíduo de videogames muito menos RPG, terminou esse e eu até hoje não. Tenho que sanar esse debito o mais rápido possível.

Alundra
Não preciso dizer muita coisa. Quem jogou sabe como os puzzles desse jogo são infernais. Evil or Very Mad

Shin Megami Tensei: Persona

Esse aqui bem mais recente e aconteceu exatamente como o Carlos disse acima. No fim do jogo eu já não aguentava mais escutar aquela música da batalha. E olha que a música é de alta qualidade.Além do mais a batalha contra o last boss desse jogo foi outro teste de paciência, pois morri duas vezes depois de quase uma hora de batalha em cada. Só consegui derrotar a miserável na terceira tentativa e foi em media 1:20 de batalha.

Fire Emblem: Blazing Sword

Esse aqui foi o motivo de vir postar aqui nesse momento. Agora a pouco estava jogando, fiz tudo na fase, só faltava derrotar o maldito do chefe, quando o miserável acerta um dano critico em um personagem meu e o mata e como se trata de Fire Emblem, morreu já era, a não ser que se dê um reset e comesse a fase de novo. Já é a segunda vez que me acontece isso nesse jogo, e sério há que se ter paciência para tentar de novo.


Que me lembro agora são esses, se me lembrar de mais volto a postar.


Última edição por Alessandro (Mr. Linx) em 01/09/12, 03:33 pm, editado 1 vez(es)
avatar 
MrLinx

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Momento Paciência

Mensagem por Whitewolf em 01/09/12, 03:20 pm

Alessandro, vc deve se lembrar qdo tentamos zerar o Golden Axe 2 no PSP do Sega Classic Collection, levei uma surra, e vc ainda chegou na outra fase, vieram 2 thugões de cara e te mataram Laughing Haja paciencia para beat' im ups Laughing Cool
avatar 
Whitewolf

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Momento Paciência

Mensagem por MrLinx em 01/09/12, 03:30 pm

Marco escreveu:Alessandro, vc deve se lembrar qdo tentamos zerar o Golden Axe 2 no PSP do Sega Classic Collection, levei uma surra, e vc ainda chegou na outra fase, vieram 2 thugões de cara e te mataram Laughing Haja paciencia para beat' im ups Laughing Cool

Realmente Marco! Em me lembro. E que bela surra levamos. Laughing
Eu antigamente, quando ainda praticava no Mega Drive e de vez em quando em "Cadillac Dinossauros" era melhor, mais hoje... Os beat'em ups me detonam.
avatar 
MrLinx

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Momento Paciência

Mensagem por Whitewolf em 01/09/12, 04:10 pm

Até finalizei alguns mas num so nem um pouco bom nesse tipo de jogo!!! Tongue
avatar 
Whitewolf

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Momento Paciência

Mensagem por Sir Greg em 12/09/12, 01:35 pm

Algo que TENHO CERTEZA que tirou a paciência de muita gente aqui foi certos games da Konami (principlamente os do NES), Ghouls'N Goblins e Battletoads. Isso sem mencionar os malditos Game Breaks que alguns deles possuem.

Ninja Gaiden é algo que dispensa comentários, principalmente nas fases finais, em que parece que o inimigo sabe onde você vai tentar pular e antecipa seu movimento, fazendo você cair no buraco e perder várias vidas.

No Revenge of Shinobi, além da última fase ser um labirinto infernal, quando você chega no chefe final, até descobrir onde acertar o desgraçado você já perdeu pelo menos umas 100 vidas.

Eu vi um camarada dando um chute na máquina de Double Dragon após perder de virada para o Shuko. (isso porquê ele estava levando o Shuko quase de perfect e depois começou a chamada "apelação").

Cadillacs and Dinossaurs é algo realmente lendário no mundo dos beat'em ups... Slice ficou conhecido como "ladrão de fichas" em alguns bares da região por aqui. Coisa pior que ele é enfrentar 2 dele na sétima fase. E caso esteja com 2 players, aparecem TRÊS!!

Em compensação, quando vencemos tal obstáculo em um game desses, a vibração é inevitável!!
avatar 
Sir Greg

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Momento Paciência

Mensagem por Conteúdo patrocinado

 
Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum