Momento Redemption!!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Momento Redemption!!

Mensagem por Sir Greg em 07/06/12, 12:43 am

Você está em um beco sem saída, sem chances de sobreviver nos próximos segundos e sem nenhum recurso para ao menos tentar defender-se do que parece inevitável. Mas alguém escutou suas preces e, por uma fração de segundo mostrou-lhe uma luz, a qual foi a deixa para livrar-se da derrota nos próximos segundos...



Olá pessoal!! Nesta hora, convoco-os para uma reflexão sobre o tema do “Momento” deste mês, que é o:



“Momento Redemption”!!



Neste evento, pretendo falar sobre as horas em que passamos por alguma espécie de dificuldade dentro de um jogo em questão. Quando menciono dificuldade, nesse caso estou me referindo a GRANDES apuros, que podem ir desde estar sem uma arma adequada (ou munição para a mesma) para lutar contra uma grande quantidade de inimigos ou estar sem MP para utilizar um Full-Life para ressuscitar aquele personagem que não podia ter caído em batalha; até coisas BEM mais graves, como ter uma quantidade extremamente limitada de itens para recuperar seu HP e status de maneira que não seja suficiente para todos (e a morte da sua party sendo declarada pelo seu adversário pra variar) ou até mesmo um possível Game Break em certa situação.



Situação preta aqui hein... e no sentido literal!!

Certamente, uma situação como essas, é sinônimo de uma vida a menos, ou Game Over em outros casos, e esse detalhe é realçado quando se trata de um jogo que tenha uma quantidade relativamente baixa de itens para sobreviver dentro do mesmo. Mas, de repente, de alguma maneira, algo inesperado acontece. No ato que antecede o fim de jogo iminente, sua estrela da sorte brilha e te abençoa com algo que você precisava naquela hora H para sobreviver, como um Elixir, um First Aid Spray, um anel, uma ammo box, uma letra “P” ou até mesmo um simples coraçãozinho. E você, em um espaço de tempo, desacredita no que vê na hora, mas em seguida, esquece de questionar se o que viu é verdadeiro ou não, agarra o objeto e na mesma hora toma a devida providência do momento.



Ufa!! Que alívio!


Para dar um pequeno exemplo da situação, vou utilizar como exemplo o game Sweet Home, do Nes. Esse é DE FATO um game que tem TUDO isso que mencionei e mais um pouco (sem mencionar os game breaks). Na época em que eu terminei esse jogo, meu conceito sobre o que se entende por sobrevivência em um game nunca mais foi o mesmo. Para avacalhar um pouco mais a situação, quando um personagem do seu grupo morre no decorrer do game, NÃO EXISTE a possibilidade de ressuscitá-lo! (a menos que você comece um jogo novo).



You Died!!

Em determinado momento do game, dois dos meus personagens são envenenados pelos monstros e o indivíduo que possuía o medkit (item que serve apenas para curar status negativos) não estava entre eles. Para fazer com que este personagem chegasse até os dois que estavam enfermos, foi uma das coisas mais difíceis que aconteceu nesse jogo, pois o level dele não era muito alto e eu só tinha um tonic para sobreviver. Para isso, tive que andar o máximo possível com os moribundos e deixá-los parados em um lugar, a fim de diminuir (embora por poucos quadros) a distância entre eles. Depois, chegar até eles com o curandeiro, passando pelos obstáculos, armadilhas e outras surpresas desagradáveis que tinha pelo caminho. Tive que utilizar meu tonic pra poder chegar com vida até eles, mas o que importa é que eu consegui.

Mas meu drama ainda não tinha acabado: como eu andei uma quantidade de passos com os envenenados, eles ficaram com pouquíssimo HP (algo entre 10 HP cada um.). Eu tinha que conseguir um tonic para recuperar a vida deles A QUALQUER CUSTO! Quando entro na sala seguinte, vejo exatamente o que eu tanto precisava. Mas, no momento em que eu me dirijo para pegar o item... escuto a musica de batalha tocar (ohh shit!!). Nessa hora, me aparece um monstro que era forte, considerando o level em que eu estava. A luta acontece, mas felizmente eu saí vitorioso (e ele não acertou os personagens debilitados). Após a vitória, obtenho o item, trato dos problemas do pessoal enfraquecido da minha party e salvo meu progresso logo na sequência. Ufa!! Não é a toa que esse game é conhecido como o pai da série Resident Evil e do gênero Survival Horror.
Sem dúvida nenhuma, todos os games possuem seus momentos de aperto. E nós, jogadores, vivemos cada um deles intensamente no decorrer de nossa jogatina.



Epa!! Eu conheço isso de algum lugar...

Voltando agora ao elemento sorte, tudo o que eu mencionei também se estende para o fator multiplayer: quando estamos perdendo ou em grande desvantagem em uma partida contra algum parceiro, o “Momento” torna-se ainda mais marcante (e o oponente fica totalmente surpreso nessa hora, kkk). Claro que o inverso também pode acontecer (e você acaba boquiaberto com o fato pra variar).

Quantas e quantas vezes jogamos algo com um colega ou parente e coisas inesperadas acontecem no meio da partida? Inúmeras por sinal. E quando o assunto é aquilo que chamamos às vezes de virada ou escapada, a discussão torna-se memorável para todos os que assistiram a cena no momento em que aconteceu o fato.


Uma boa parte das pessoas que jogam games denominam esse “Momento” como “cagada”, “roubalheira”, “apelação”, entre outros nomes que já escutamos (e não poucos os de cunho erótico pra variar). Games como Tekken, Street Fighter, Mario Party, Pro Evolution Soccer e outros são campeões em momentos como esse.



Uma virada histórica sem dúvida!!

E agora, nesse “Momento”, convido-os a relatarem algumas de suas aventuras com momentos como esses. E que atire a primeira pedra ou solte o primeiro hadouken quem nunca passou por uma dessas!!

avatar 
Sir Greg

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Momento Redemption!!

Mensagem por Krod em 07/06/12, 01:53 am

São momentos assim que definem o gênero survival horror pra mim. Uma coisa que hoje em dia torna difícil passar por um momento desses é a quantidade de checkpoints e saves disponíveis, compara um RE da atualidade com o primeiro. Era usar ink ribbons com conta gotas e rezar para que o Zumbi caído no chão não pegasse no seu pé. Aliás, acho que jogar antigamente era mais recompensante do que hoje dia pois existiam consequências se você perdesse. Dos jogos que joguei nos últimos tempos, o único que pune o jogador de forma até brutal demais é o Dead Space 2 no hardcore mode.

Lembro que quando guri (uns 8 anos de idade) por exemplo, zerar Sonic ou QUALQUER JOGO era um proeza por causa da quantidade de vidas e continues. Era algo que você fazia com os amigos e vibrava no momento pois era algo que você precisava reservar um pedaço da sua tarde e dar duro. Parar pela metade era algo impensavel pois acarretava em perder todo o progresso e não existia esse negócio de tentativa e erro, ou conseguia ou não. Game over era algo que deixava toda galera na sala da minha casa puta da vida. Surgiam inclusive os relatos épicos de "como uns tempos atrás estavamos para zerar o Ghouls n' ghosts faltando uma porrada para matar o chefe e perdemos"

Jogar hoje em dia é muito cômodo. Antes era questão de tirar água de pedra.

Bom, enfim, um momento que eu me lembro, embora não muito relacionado com o que eu falei foi quando matei a Iseria Queen no VP pela primeira vez. A questão é que fiz isso com as armas NORMAIS do jogo, sem ser as que você pega no Seraphic Gate pois eu não sabia como abrir as portas dos itens. Se muito não me engano, foram umas três ou quatro horas na batalha com cada golpe tirando uns 100 de hp dela e no final eu tinha apenas 3 item de ressurreição sobrando. Saí quase que pulando pela casa quando venci.
avatar 
Krod

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Momento Redemption!!

Mensagem por Daniel em 07/06/12, 02:25 pm

A maioria dos fatos que me vem a recordar, também são de jogos mais antigos como, você, Gregório, colocou no tópico.
Posso colocar como um exemplo as séries Megaman, Contra, Zelda e Metroid do Nes.


Não bastava você ser um jogador normal para finalizá-los. Você tinha que jogar, jogar, jogar mais um pouco, continuar jogando, para conseguir então chegar ao nível conhecido por muitos como "Viciado". Mas, nem isso era o suficiente. Aí, entrava o segundo estágio: Sorte. Seja pela barra de energia já no talo, o último coração / life e, você já todo espiado para prosseguir a jogatina para conseguir encontrar um item de recuperação, isso tudo tinha que ter um pouco de sorte para não "morrer" e ter que retornar desde o início.

Quando a jogatina é em dois, ou em um grupo de amigos, aí a coisa fica séria.
Seja pela rivalidade com um amigo em um jogo de futebol, ou mesmo jogando contra o computador, você, em lances decisivos, sempre colocará em dúvida a integridade do adversário Laughing
E sempre ficará aquela situação no ar: "Tá roubando", "foi sorte", "legítimo gol cagado"

Às vezes é algum bug no próprio jogo como aquelas dezenas do Super Nes, outras vezes é pura sorte mesmo.

Mas, muitas vezes, é ignorância mesmo do amigo Laughing

avatar 
Daniel

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Momento Redemption!!

Mensagem por Sir Greg em 14/06/12, 12:24 am

@Krod escreveu:São momentos assim que definem o gênero survival horror pra mim. Uma coisa que hoje em dia torna difícil passar por um momento desses é a quantidade de checkpoints e saves disponíveis, compara um RE da atualidade com o primeiro. Era usar ink ribbons com conta gotas e rezar para que o Zumbi caído no chão não pegasse no seu pé. Aliás, acho que jogar antigamente era mais recompensante do que hoje dia pois existiam consequências se você perdesse. Dos jogos que joguei nos últimos tempos, o único que pune o jogador de forma até brutal demais é o Dead Space 2 no hardcore mode.

Lembro que quando guri (uns 8 anos de idade) por exemplo, zerar Sonic ou QUALQUER JOGO era um proeza por causa da quantidade de vidas e continues. Era algo que você fazia com os amigos e vibrava no momento pois era algo que você precisava reservar um pedaço da sua tarde e dar duro. Parar pela metade era algo impensavel pois acarretava em perder todo o progresso e não existia esse negócio de tentativa e erro, ou conseguia ou não. Game over era algo que deixava toda galera na sala da minha casa puta da vida. Surgiam inclusive os relatos épicos de "como uns tempos atrás estavamos para zerar o Ghouls n' ghosts faltando uma porrada para matar o chefe e perdemos"

Jogar hoje em dia é muito cômodo. Antes era questão de tirar água de pedra.

Sem dúvida nenhuma Krod. Enquanto que em um game de Nes ou Master system eramos obrigados a jogar com toda a cautela a cada momento que passávamos por cada parte do jogo, sabendo que qualquer pancada ou movimento em falso poderia significar um GAME OVER; nos games de hoje temos desde chances infinitas para passar de certa parte de jogo x até os save points a praticamente cada tela passada. Isso sem mencionar também a limitação dos passwords que não poucas vezes davam errado na hora de marcar pra poder prosseguir na jornada caso fosse necessário fazer uma pausa, o que azedava a jogatina.

Mas em compensação, quando se chegava em uma parte onde derrotas são frequentes e depois de alcançada a vitória após alguns game overs sucessivos, a emoção era total (e ainda é em muitos games antigos e não poucos casos de hoje em dia).

Daniel Z escreveu:A maioria dos fatos que me vem a recordar, também são de jogos mais antigos como, você, Gregório, colocou no tópico.
Posso colocar como um exemplo as séries Megaman, Contra, Zelda e Metroid do Nes.

Não bastava você ser um jogador normal para finalizá-los. Você tinha que jogar, jogar, jogar mais um pouco, continuar jogando, para conseguir então chegar ao nível conhecido por muitos como "Viciado". Mas, nem isso era o suficiente. Aí, entrava o segundo estágio: Sorte. Seja pela barra de energia já no talo, o último coração / life e, você já todo espiado para prosseguir a jogatina para conseguir encontrar um item de recuperação, isso tudo tinha que ter um pouco de sorte para não "morrer" e ter que retornar desde o início.

Quando a jogatina é em dois, ou em um grupo de amigos, aí a coisa fica séria.
Seja pela rivalidade com um amigo em um jogo de futebol, ou mesmo jogando contra o computador, você, em lances decisivos, sempre colocará em dúvida a integridade do adversário Laughing
E sempre ficará aquela situação no ar: "Tá roubando", "foi sorte", "legítimo gol cagado"

Às vezes é algum bug no próprio jogo como aquelas dezenas do Super Nes, outras vezes é pura sorte mesmo.

Mas, muitas vezes, é ignorância mesmo do amigo Laughing

De fato Daniel. Uma vez que memorizamos certas rotinas de movimentos de inimigos se mexendo na tela ou de como determinado oponente costuma atacar, é razão para sermos chamados de "viciados" pelo fato de conseguirmos enxergar como escapar de situação X.

Quanto ao fator multiplayer, vc pode ser chamado de cheater se usar alguma técnica mais avançada ao jogar algum PES da vida. Me chamaram disso só pelo fato de eu ter usado um shungoku satsu com o Evil Ryu no jogador em uma partida de sf zero 3

Muito engraçado o vídeo do carrinho!! Laughing
avatar 
Sir Greg

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Momento Redemption!!

Mensagem por Hazuki em 28/06/12, 12:35 am

Texto bacana e que me lembrou de algumas situações. Uma das mais tensas foi pelo ano que passei jogando o remake de Shadowgate ao Game Boy Color, simplesmente pelo fato de que muitos dos enigmas quando não acertados levavam meu protagonista à morte! Era uma aventura acompanhada dum dicionário de inglês, e quando nem isso era suficiente tentava então, para ver se absorvia algo pela diferença e possíveis similaridades com o português, ir no espanhol (já que meu cartucho é europeu). Apesar do tempo que levei para fechá-lo achei o desafio ótimo, com muitos momentos apreensivos quanto tomar certas decisões. Observação: o castelo de Shadowgate encontrava-se as escuras, logo, tochas que encontramos durante travessia são itens de suma importância e cautela quanto utilização! Saudades...

Hoje concordo com o colocado: os jogos contemporâneos deixaram a geração atual, de gamers do final dos anos 90 pra cá, bem mal acostumados. Tudo é mais tranquilo, sem a devida necessidade de memorização dos padrões que bidimensionalmente eram tão imprescindíveis. Até hoje não consegui terminar Nosferatu (SNES), e aí nasce um exemplo claro que me instiga a retornar e tentar de novo; Pocky & Rocky (SNES) cheguei longe e nunca terminei, mas é uma das aventuras mais divertidas que já tive na era 16-bit.

Acho que é por isso que tenho apreciação por jogos mais atuais como Devil May Cry, onde fui avisado quanto uma dificuldade que realmente foi correspondida pelos variados game overs que tomei durante Dante's Awakening (PS2).

Sei que o jogo não precisa ser difícil para ser bom, mas adoro ser instigado por ele devido a um desafio maior existente.

PS.: Sim, tive vários momentos INJUSTAMENTE DIVERTIDOS com Mario Party entre amigos. Laughing
avatar 
Hazuki

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Momento Redemption!!

Mensagem por rpgmaster em 06/07/12, 11:12 am

Momentos críticos sempre foram a marca registrada da série Megaman...
Sofri bastante pra terminar Megaman 3 (nes). As batalhas contra certos bosses eram algo além do épico e a vitória sobre cada um deles era algo pra se comemorar como um título do seu time do coração. Ninja Gaiden é outra apelação das trevas... os jogadores que terminaram aquilo mereciam um prêmio (até hj não recebi o meu) Já no mundo dos rpgs, tive uma dura batalha contra um certo inimigo próximo do final do jogo em Robotrek (snes), onde me vi numa situação onde estava sem ítens, pouco hp e tive que formular uma estratégia diabólica pra me sair vitorioso... algo parecido nesse quesito escassez de ítens me ocorreu em Lunar Silver Star Story (psx), era já a dungeon final e não havia como sair dela pra estocar ítens, eu não sabia e estava usando apenas um slot de save. Terminar esse jogo foi dureza e quase desisti... com certeza foi pura sorte a série de critical hits que acertei no boss final e os misses que levei dos ataques do dito cujo
avatar 
rpgmaster

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum