Software proprietário voltará a ser usado no gov

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Software proprietário voltará a ser usado no gov

Mensagem por vico em 26/10/16, 12:57 am

Software Livre tem data marcada "para morrer" no governo: 11 de novembro


Até o próximo dia 11 de novembro, todos os órgãos integrantes do SISP - Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação - deverão encaminhar manifestação de interesse em adquirir diversas soluções da Microsoft. Apesar de algumas grandes "exceções", é a primeira vez que o governo federal, após a era do PT no poder, compra sistemas proprietários da multinacional e de uma forma tão abrangente.

Ainda não se sabe os quantitativos nem quanto o governo estará disposto a gastar. Isso somente após a manifestação dos interessados se poderá conhecer em volumes e o valor total estimado para a contratação. Mas já se sabe de antemão o que o governo pretende comprar conjuntamente, em software e serviços Microsoft: Office, Windows Professional, Windows Server e Client Access Licence, por meio de licenças perpétuas e subscrições, para atendimento das demandas dos órgãos participantes.

A compra se dará por meio de Registro de Preços, que já tem um identificador para efeito de conhecimento dos interessados: IRP nº 16/2016 - UASG 201057 (esse é o código da Central de Compras no portal Comprasnet).

Não se sabe se a compra será ainda este ano ou não. Mas este portal aposta que será até o final de dezembro, o que representará um belo presente de Natal para as revendas Microsoft, que ao longo dos últimos 12 anos de governos do PT viraram uma espécie de simbolo da gastança e da dependência tecnológica multinacional, em detrimento de outras soluções proprietárias que não sofreram tamanho estigma.

Transparência


Mas a megacompra dessas soluções da multinacional agora significará o "tiro de misericórdia" numa política que sempre foi controversa dentro do governo, pois não foi adotada por organismos politicamente poderosos como, Receita Federal e Banco Central, além dos bancos oficiais. Desde o ano passado, por exemplo, a própria STI -Secretaria de Tecnologia da Informação (antiga SLTI) vinha dando sinais de fraqueza até mesmo no Ministério do Planejamento, quando não foi capaz de impedir que este comprasse soluções e serviços da Microsoft.



O interessante nessa intenção de compra é que ela ainda não era de conhecimento público e ocorre há apenas uma semana depois da Microsoft realizar um evento, de portas fechadas (sem o acesso da imprensa), com integrantes do governo. O evento serviu para a MS anunciar a escolha e a criação em Brasília do seu "Centro de Transparência", que tem por finalidade a segurança cibernética e a troca de informações com governos da América Latina sobre a origem de ataques virtuais.

Participaram do evento o ministro da Ciência e Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, os secretários, Maximiliano Martinhão (MCTIC) e Marcelo Pagotti (STI), além do governador do Distrito Federal, Rodrigo Rolemberg e do presidente da Câmara, Rodrigo Maia. [Convergência Digital]
avatar 
vico

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Software proprietário voltará a ser usado no gov

Mensagem por vico em 26/10/16, 01:00 am

Achei a notícia dramática demais.

Só quem trabalha com suporte sabe o quão xaropes são as "versões alternativas" tipo LibreOffice para os leigos e, caso dê algum problema, o quão chatos os "experts" nos programas são.

Parafraseando o que um cara sabiamente disse no Reddit:


Neverwish escreveu:Ok gente, vou brincar um pouco de advogado do diabo e tentar explicar por que essa não é uma decisão tão "vergonhosa" ou "escandalosa" quando tentam fazer parecer. Com certeza vocês já ouviram a frase "Quando o barato sai caro".


O primeiro grande problema de Software Livre para ser usado em grandes empresas e organizações é que ele não possui assistência. Se aparecer algum bug ou problema, não tem pra quem ligar e exigir uma solução. Empresa alguma quer ficar contratando gente pra navegar no Stack Overflow sempre que der problema no software, eles querem ter um número pra quem ligar e uma pessoa responsável com quem gritar.


Então esse é o primeiro argumento contra software livre em grandes empresas e organizações.


O segundo argumento tem a ver com a indústria. Software livre raramente é o padrão da indústria, portanto encontrar profissionais treinados no uso do software é difícil e caro. Eu trabalhei em uma empresa de desenvolvimento web que programava em ColdFusion, uma linguagem amplamente desconhecida pelos programadores brasileiros. Desta forma, encontrar alguém pra substituir um programador que saiu era muito difícil ou muito caro quando a empresa decidia treinar o novo programador.


É isso gente. Software Livre é bonito, é legal, mas também é tudo que uma grande empresa e organização não quer. Eles querem software que eles possam responsabilizar alguém, preferencialmente outra empresa, caso algo de errado. Eles querem ter alguém pra ligar caso precisem de algo. Eles querem software que tenha uma grande base de profissionais treinados em seu uso pra que não precisem gastar em treinamento. Software livre raramente pode providenciar qualquer uma dessas coisas.


Edit: Esqueci do que provavelmente é o argumento mais forte de todos. Copiando de um post meu abaixo:
Mesmo que exista assistência (paga, é claro), mesmo que exista mão de obra, software livre ainda não possui algo essencial: Um responsável caso de algo errado. Pode pegar a licença de qualquer sofware livre e você JAMAIS vai encontrar qualquer cláusula que o autor mantém responsabilidade por qualquer dano resultante do uso do software. Se der merda, qualquer organização vai querer alguém pra culpar.


Desenvolvedores de software livre não são passíveis de responsabilidade por danos decorrentes do uso do software.

Isso, no final, é o que mais importa.


Ah mas a Red Hat oferece contratos de responsabilidade etc, etc, etc...


Sim, e agora você está usando um sistema baseado em Linux e boa sorte com todo o software que você vai ter que rodar em cima disso. Não é só o sistema operacional gente, tudo precisa ter assistência, tudo precisa ter profissionais treinados e tudo precisa ter um responsável caso o pior aconteça. Essa é a vantagem de software proprietário.
avatar 
vico

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Software proprietário voltará a ser usado no gov

Mensagem por Daniel em 26/10/16, 09:29 pm

Pior que o cara largou a real mesmo.
Empresa grande, especialmente multinacional, não tem como nadar contra a maré.
avatar 
Daniel

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Software proprietário voltará a ser usado no gov

Mensagem por Conteúdo patrocinado

 
Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum