Diários de uma aventura 5 - Fallout 2

Página 2 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Diários de uma aventura 5 - Fallout 2

Mensagem por Daniel em 07/07/15, 06:24 pm

Muito bom esse seu Sulik devastando a negada na marreta hehe.

Um aliado assim é bom para dosar o ataque já que o char ataca a distância..
Parece que o ambiente continua bem dark pela wastelend.
Aparece alguma quest para você ajudar a encontrar a irmã dele? Lembro de uma quest assim no F3, que o irmão da moça de Megaton havia sido levado pelos vampiros Smile
avatar 
Daniel

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diários de uma aventura 5 - Fallout 2

Mensagem por gizellechan em 10/07/15, 11:13 am

Vish, muito loko esse Sulik hauahuah Oia o naipe "Dalsin encapirotado" do cara  Laughing

Bem, e vamos ver se rola um carrin daqui pra frente, né =D
avatar 
gizellechan

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diários de uma aventura 5 - Fallout 2

Mensagem por Frankie Fountaine em 11/07/15, 03:35 am

ótimo post @MrLinx nada como voltar as origens depois de passar anos jogando fallout 3, e new vegas, já prevejo o estouro que vai ser pra mim quando lançar o fallout 4 centenas de horas gastas, adeus vida social, não me lembro quanto tempo fiquei aguardando uma visita ao mundo de fallout, será a bethesda conseguir fazer o mesmo raio cair 4 vezes no mesmo lugar? haha
avatar 
Frankie Fountaine

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diários de uma aventura 5 - Fallout 2

Mensagem por MrLinx em 12/07/15, 09:14 am

@Saint Rafael escreveu:Muito boa essa trama até o momento.

Realmente está bem interessante até aqui e com certeza vai melhorar @Saint Rafael, pois ainda vai se aprofundar bastante pelo que vejo.

@Daniel escreveu:Muito bom esse seu Sulik devastando a negada na marreta hehe.

Um aliado assim é bom para dosar o ataque já que o char ataca a distância..
Parece que o ambiente continua bem dark pela wastelend.
Aparece alguma quest para você ajudar a encontrar a irmã dele? Lembro de uma quest assim no F3, que o irmão da moça de Megaton havia sido levado pelos vampiros Smile

Sulik é uma mão nada roda @Daniel. Ele é bem forte e aguenta um bom dano, além de atordoar por algumas vezes o inimigo com sua marreta. Só peca um pouco na chance de acerto, onde muitas vezes ele erra os ataques.
O clima continue aquele climão obscuro mesmo, e apesar do Sulik falar sobre a irmã dele, tecnicamente não está marcado no Pip Boy como uma quest, mais já desconfio onde ela possa estar e provavelmente dê pra salva-la mais a frente.

Me lembro dessa quest em Fallout 3 @Daniel. Acho que o lider dos vampiros até tenta nos convencer a se tornar um deles não é?  hmmm :

@gizellechan escreveu:Vish, muito loko esse Sulik hauahuah Oia o naipe "Dalsin encapirotado" do cara  Laughing

Bem, e vamos ver se rola um carrin daqui pra frente, né =D

Sulik é totalmente "porra loka" Gi, o cara sai descendo a marreta em tudo.  Laughing

Tomara Gi, com um carro aqui ficaria bem em um tom de Mad Max.  Tongue

@Frankie Fountaine escreveu:ótimo post @MrLinx nada como voltar as origens depois de passar anos jogando fallout 3, e new vegas, já prevejo o estouro que vai ser pra mim quando lançar o fallout 4 centenas de horas gastas, adeus vida social, não me lembro quanto tempo fiquei aguardando uma visita ao mundo de fallout, será a bethesda conseguir fazer o mesmo raio cair 4 vezes no mesmo lugar? haha


Valeu Frankie. Comecei o Fallout 2 justamente um pouco devido ao hype de Fallout 4. Confio bastante na Bethesda e acho que será um clássico assim como os outros jogos da franquia.
Quando sair vai ser mais ou menos assim:

avatar 
MrLinx

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diários de uma aventura 5 - Fallout 2

Mensagem por Daniel em 12/07/15, 10:40 pm

@MrLinx escreveu:Me lembro dessa quest em Fallout 3 @Daniel. Acho que o lider dos vampiros até tenta nos convencer a se tornar um deles não é?

Pior que eu me alinhei um pouco aos vampiros no F3, hehe.
Os recipientes de sangue dão um extra de health pelo o que lembro bem, e tem um cara que consegue vender alguns sangues com mais algumas coisas extras.
Mas agora, fica dificil lembrar como era. Smile

Espero dar uma melhorada no PC para poder jogar o F4 quando sair também
avatar 
Daniel

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diários de uma aventura 5 - Fallout 2

Mensagem por MrLinx em 18/07/15, 12:01 pm

Continuando a aventura...

Continuando, resolvi viajar para The Den, que fica um pouco mais longe se comparado a viajem feita de Arroyo a Klamath. Aqui a trilha sonora do local para que vocês sintam o clima:


Chegando em The Den me deparo com a decadência de um mundo destruído. Viciados em drogas correndo para todos os cantos em seus delírios mais variados possíveis, indo do céu ao inferno rapidamente, mostrando a gangorra de sentimentos causadas pelas drogas com frases como "I'm floating" e logo em seguida "I want to die". Em meio a esses viciados os traficantes são os que lucram e aqui não temos apenas um, e sim vários. Pra completar os vícios destrutivos desse lado oeste da cidade, ainda temos um cassino, com duas mesas pra se jogar dados.


"Chosen One: Esta cidade se parece com um lugar sórdido. Um bom lugar para possuir uma arma."

Mais nem tudo é ruim aqui desse lado da cidade, e logo percebi um ferro velho na lado sudoeste do mapa. Conforme minha empolgação no post anterior devido a encontrar uma peça de carro, estou louco para confirmar essa possibilidade. Meus olhos brilharam e corri pra lá.


O carro é aquele bonitão cinza ali. Trata-se de um Highwayman, fabricado pela Chrysalis Motors com o seguinte lema: "Nothing can stop a Highwayman"

Chegando lá converso com o dono do local, que se trata de um mecânico chamado Smitty. Dialogando com nosso camarada, recebo 2 notícias uma boa e uma ruim. A boa: sim amigos, a um carro. Não tenho ideia de como ele funcionará em termos de jogabilidade, mais sim temos um carro. A ruim: apesar de eu ter uma peça chamada "Fuel Regulator", Smitty me diz que eu preciso de outra peça chamada "Fuel Cell Controller" mais 2 mil em barras de ouro para que ele coloque o carro andando.


Smitty além de prometer arrumar o carro, ainda diz que vai instalar o regulador de graça e ainda de bônus vai dar uma carga com células de microfusão de energia. Mecânico barato e bom assim só em mundo pós apocalíptico mesmo.

Como não tenho grana nem a peça necessária para se adquirir o carro nesse momento do jogo, resolvo continuar explorando com foco no meu objetivo principal aqui: encontrar Vic e descobrir se ele conhece a localidade da Vault 13 ( que é onde provavelmente encontrarei o G.E.C.K.). Próximo do ferro velho temos uma construção com o simbolo da Brotherhood of Steel, na porta um homem chamado Joshua guarda a entrada e quando início o diálogo com ele para minha surpresa ele já conhece meu nome. Além disso ele conhece mais e diz saber dos meus feitos pra chegar até ali e diz que estou sendo observado. Após isso Joshua não conversa mais comigo e se eu tentar entrar na porta ao lado dele, levo chumbo.


"Joshua: ... Você precisa se lembrar que você é apenas um peixe pequeno em um oceano de tubarões."

Como não consigo acesso a porta com o simbolo da Brotherhood (conseguir uma Power Armor agora facilitaria bem as coisas u.U) Decido começar a perguntar por aí pelo Vic, me dirijo ao cassino e converso com a dona do local, Becky. Ela me diz que Vic, está preso e está sendo mantido em cativeiro do lado leste da cidade, por um sujeito chamado Metzer. Antes de partir pra lá faço uma side-quest simples para Becky converso com alguns traficantes e vejo se eles tem algo bom para barganhar e ali próximo do ferro velho, converso com Lara, a líder de uma gangue que reside aqui do lado leste. Lara diz que perdeu a oportunidade de vigiar e ser segurança de um local para Metzer (que pelas menções dos habitantes é o peixe grande aqui de Den) para seu rival, outro líder de gangue chamado Tyler. Recebo então a missão secundária de descobrir o que há no local, especificamente a igreja que ela perdeu a oportunidade de guardar. Então hora de ir para o outro lado da cidade.


Eis que chego ao lado leste da cidade.

Se o primeiro lado da cidade já era decadente esse lado é pior. Aqui vemos os outros pontos de sustento da economia do local. Logo depois da entrada o primeiro estabelecimento é um prostíbulo, e logo a frente a construção maior, é o comercio mais obscuro do local, a venda de escravos. O dono do estabelecimento? Metzer, citado algumas vezes anteriormente do outro lado da cidade.


Desse lado além de drogados correndo loucamente, temos os escravos aprisionados pedindo ajuda do outro lado da cerca... Um contraste cinza do que o mundo se tornou.

Antes de visitar a igreja logo abaixo da entrada e de me dirigir ao estabelecimento de Metzer, vou a uma lanchonete simpática lá no canto inferior direito da cidade. Além de comer alguma coisinha por lá no Mom's Dinner, conversando com a Mom, descubro que Vic está preso e sendo mantido como escravo por Metzer, quanta sorte a minha não. Antes de ir conversar com o comerciante de escravos Mom, me pede para levar alguma coisa para o Smitty comer e me diz que nosso mecânico é um workaholic e que muitas vezes se esquece de buscar sua comida pelo excesso de trabalho. Parece que não é só em FFTA2 que temos quest de entregar marmita. ^_^'

Deixando o rango de lado me dirijo ao estabelecimento de Metzer que é muito bem protegido por vários seguranças bem armados.


Metzer cercado por seus capangas.

Logo ao entrar na guilda dos Slaver's, além da forte segurança vejo um rapaz gordinho e careca, preso em uma sala menor no lado direito, trata-se de Vic, o mercador que procuro. Depois de pedir e encher um pouco o saco do guarda costa na frente da porta para me deixar passar converso com Vic. O nosso gordinho me explica que Metzer o prendeu aqui depois que ele vendeu pra ele um rádio estragado e agora ficará aqui no mínimo até concertar o mesmo. Vic me diz que tem um rádio que poderia usar pra concertar esse em sua casa em Klamath, e pra sorte dele eu já roubei peguei o item quando passei por lá. Entrego o item pra ele e ele concerta o rádio, agora é conversar com Metzer.


Vic em cativeiro.

Como nada é tão simples assim, Metzer me diz que se eu quiser tirar Vic dali, terei que pagar $1.000 em dinheiro pra comprá-lo. Como eu não tenho a grana no momento, resolvo ir na igreja ver se consigo fazer a missão secundária pra descolar uns trocados. Uma opção interessante no diálogo e também uma maneira de ganhar uma grana fácil, é a opção no diálogo com Metzer: "eu tenho algo para te vender". Essa opção leva nada mas nada menos a um diálogo onde é possível, pedir uma grana e vender Sulik como escravo. Algo cruel, mais fica a opção aos que querem uma jogatina com um Chosen One sem escrúpulos.  
Chegando na igreja Tyler o lider da gangue rival de Lara, está na porta como segurança. Para entrar na igreja, inventei a mentira de que Metzer tinha me pedido para conferir a mercadoria e assim consigo entrar. Um detalhe aqui é que Tyler não vai acreditar nessa mentira de maneira simples e o sucesso em contar a mentira pra entrar na igreja, depende da quantidade de skill's no recurso speech do jogador.


Depois de algumas tentativas tenho sucesso em convencer Tyler.

Ao entrar na igreja descubro o que se tem nas caixas (drogas químicas) e conto para Lara. Ela então percebe que a coisa realmente tem valor e me pede para que eu vá a Metzer, e peça permissão para que ela inicie uma guerra de gangues contra Tyler para disputar a posição e guardar a igreja.  Metzer, diz pra mim que não dá a mínima pra quem guarda o local desde que sua mercadoria continue intacta.
Lara então me pede mais um favor, que agora consiste em descobrir  a fraqueza da gangue rival. Novamente volto a Tyler e ele me diz que está bastante entediado de ficar de guarda, mas logo logo ele vai ter diversão já que um amigo ganhou grande nas mesas do cassino e vai compartilhar a riqueza com a galera. Descobrindo então que a turma do Tyler vai estar com uma ressaca violenta, Lara me "pede" para ajudá-la na noite do ataque ou não me dará a recompensa. Com um pedido tão educado assim eu não poderia recusar e o ataque acontece. Foi uma luta fácil devido ao reforço que veio junto, e assim Lara ganha a confiança de Metezer e se torna a vigia do local e eu ganho alguns pontos de experiência e é claro algum dinheiro.


A turma chegando na surdina para o ataque.

Depois de tudo isso, consigo a grana necessária para comprar Vic.
Logo de cara pergunto a Vic sobre a Vault 13 e o GECK. Ele me diz que não conhece exatamente a localidade da Vault 13 e que os produtos que ele vendia e relacionados a Vault foram comprados de um amigo chamado Ed, que mora na Vault City. Obviamente é pra lá que devo seguir então.
Para minha grata surpresa ao pedir para que Vic me acompanhe até a Vault City, noto que ele também é um companion, assim como Sulik. Vic tem algumas habilidades com armas de fogo e além disso é um expert em reparar as coisas, uma skill que com certeza virá a calhar.

Certamente não terminei tudo o que tenho pra fazer aqui em Den, pois além de não ter conseguido o carro, ainda temos a situação dos escravos aqui, onde só não ataquei Metzer para libertá-los pois nesse momento não tenho calibre para enfrentá-los. Me pergunto também se a irmã de nosso amigo Sulik está entre os escravos ali, atrás daquelas grades...

Com a cruel dúvida e a agonia de não saber se já é possível fazer essa viagem pela wasteland de carro, parto para a longínqua Vault City.

To be continue...
avatar 
MrLinx

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diários de uma aventura 5 - Fallout 2

Mensagem por Daniel em 19/07/15, 10:17 pm

Olha só, @Mrlinx encontrou um carro na série Fallout

@MrLinx escreveu:Parece que não é só em FFTA2 que temos quest de entregar marmita. ^_^'
Square sempre pegando emprestando o que há de melhor no mundo RPG dos jogos clássicos. Laughing


Realmente tenso as coisas nessa cidade. Dificilmente se vê algo nos jogos assim. No F3 tinha muitas cidades que se insinuava coisas desse tipo, mas acho que mostrar dessa mesma maneira, nãoi cheguei a ver.
avatar 
Daniel

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diários de uma aventura 5 - Fallout 2

Mensagem por Patolino em 20/07/15, 01:11 am

Esse é o grande RPG do ocidente.
Ótima escolha @MrLinx.

Acesse o PipBoy e permaneça na tela sem teclar em nada por um tempo e então você vai ver a tela original do PipBoy do primeiro jogo ^^
avatar 
Patolino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diários de uma aventura 5 - Fallout 2

Mensagem por gizellechan em 20/07/15, 08:59 pm

@MrLinx escreveu:Mecânico barato e bom assim só em mundo pós apocalíptico mesmo

Fato  Tongue huhauhauha

E num é que tem o carro mesmo, rapaz Laughing

Agora vai ficar mais fácil de entregar as marmitas e fazer os demais "mandados" estando motorizado, né, @MrLinx Laughing kkkkk
avatar 
gizellechan

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diários de uma aventura 5 - Fallout 2

Mensagem por Whitewolf em 20/07/15, 11:25 pm

Me coçando cada vez mais pra jogar esse e o primeiro jogo, e mais ainda pra ler os posts, haja coração, como diz o Galvão!!!
avatar 
Whitewolf

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum