Diários de uma aventura 5 - Fallout 2

Página 1 de 7 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Diários de uma aventura 5 - Fallout 2

Mensagem por MrLinx em 28/06/15, 10:07 pm

Bem, depois de fazer um diário para o primeiro jogo e agora no hpye de Fallout 4 resolvi iniciar Fallout 2 e assim como fiz no primeiro título, decidi escrever sobre minha nova aventura aqui. Assim como antes já deixo claro que não sou o melhor escritor e narrador provavelmente vocês encontrarão vários erros no texto que tentarei evitar ao máximo possível é logico. Provavelmente será um diário um pouco longo também visto o tamanho do jogo, então não detalharei tudo em 100%.  Bem, deixando a conversa fiada de lado, vamos lá e se alguém quiser jogar junto, chega mais...


Fallout 2 se passa 80 anos após o primeiro jogo, sendo uma continuação direta da história, onde seu personagem tem uma ligação estrita com o Vault Dweller do primeiro jogo. A intro do jogo mostra exatamente o que acontece após o fim do primeiro Fallout:



Dessa vez antes de iniciar o jogo, não cometi o mesmo anterior quando iniciei o primeiro game sem ler o manual. Lendo o manual recaptulei os comandos (que podem ser acessados ao se apertar F1 no jogo) e também li novamente o diário do Vault Dweller, nosso héroi do primeiro jogo, onde relembrei os detalhes de como seria o desfecho histórico ideal do primeiro jogo. Vou deixar aqui o link para o manual em inglês pra quem quiser conferir, e se você vai jogar Fallout 2, pelo amor de Deus leia esse manual principalmente o diário, pois ele é boa parte da introdução ao segundo jogo.


Aqui os atalhos para comandos do jogo, caso seu botão F1 não esteja funcionando.

Manual lido, hora então de colocar o fone de ouvido, pegar uma boa xícara de café, e clicar em New Game. Ao clicar em em novo jogo, você pode escolher ou modificar um dos três personagens, pré criados ou criar o seu personagem do zero. Escolhi criar meu personagem do zero, distribui meus skills, perks e atributos da maneira que achei mais balanceada.

Eis aqui meus status.

Logo após, distribuir os status, hora de ser introduzido a Fallout 2. Logo de início,  no vídeo introdutório acima somos apresentados a trágica história do  nosso Vault Dweller, que depois de ser expulso da Vault que salvou, exilado na wasteland,  vagou por varios lugares, e ao fazer contato com algumas pessoas de outras Vaults , as mesmas  resolveram se arriscar junto dele e o seguiram.   Depois de uma longa caminhada pela hostil terra desolada, enfim ele decide fundar uma vila pacata e pacífica entre as montanhas chamada Arroyo. Ali ele ensina os habitantes (seus seguidores) tudo que precisam para sobreviver. Os ensina  a caçar e a cultivar para terem alimento, os ensina ciência e engenharia para construírem suas casas, os ensina a lutar para protegerem o que têm. Logo ele se torna idolatrado, e vive ali por muitos anos, até desaparecer e ser dado como morto. Ele deixa a sua roupa da Vault 13 para trás, alguns dizem que o Vault Dweller foi levado por espíritos do céu, outros dizem que ele sentiu que era tempo de ir embora e deixar que os anciões guiassem Arroyo para o seu destino.


A lenda.

Depois de tudo isso temos um vídeo onde uma velhinha bem simpática ( a anciã da vila) que nos conta sobre os tempos difíceis que nossa vila vive, e o quão crítica é a situação. Logo todos ali provavelmente morrerão de fome e no momento resta uma única opção, encontrar o Garden of Eden Creation Kit, ou simplesmente GECK como é chamado. O GECK, é um dispositivo que teoricamente pode criar ou ajudar a criar comunidades prósperas e férteis no meio do deserto pós-apocalíptico.  


A anciã de Arroyo nos pondo a par da situação.

Acabando a conversa fida então hora de entrar na pela do nosso personagem que não é ninguém menos que o Chosen One ou "O Escolhido" que está encubido de realizar a grandiosa tarefa de recuperar o GECK e salvar a vila da aniqulação pela fome. Mais antes de sair por aí vagabundando  vagando pela wasteland, temos que mostrar que realmente somos o escolhido passando em um teste. O teste, consiste em atravessar um templo, utilizando de nossas habilidades para sobreviver. Como devem imaginar, ali não é um lugar amigável, para começar dessa vez não temos as ratazanas do primeiro jogo e sim formigas e escorpiões do tamanho de um cachorro.


Com um peito liso de fora e uma lança, é hora de enfrentar o teste.

Já familiarizado com o combate do jogo que não teve grandes mudanças (se é que teve mudanças) em relação ao primeiro jogo, a dungeon e os oponentes do local não derão tanto trabalho...


Err...


Mais derão sim um pouco de trabalho. E apesar de levar um game over e vagar sem rumo por um tempo (mais por burrice mesmo), não foi complicado prosseguir no teste.


Descendo o sarrafo em formigas mutantes.

Depois de algumas salas chego então a parte final do teste, onde um amigo nosso da tribo, nos diz que o ultimo desafio é vencê-lo em uma luta corporal, valendo apenas chute no saco e dedo no olho mesmo, sem facas e porretes.


Depois de apanhar o cara sai correndo feito uma gazela.


Depois de aplicar umas técnicas paranauês em cima do nosso amigo da vila, consigo vencer a luta e então passo pela porta que ele guardava. Simplesmente quase escorreu uma lágrma com a visão que tive:


Ali estava ela, a roupa do lendário Vault Dweller da Vault 13.

Após vestir a roupa lendária ali em Arroyo  faço algumas coisas simples e resolvo algumas quests bem básicas mesmo.
Terminado o que tinha pra fazer aqui, me dirijo para a cabana da anciã da vila. Depois de uma conversa novamente salientando a importância da nossa missão e assumindo efetivamente o papel de escolhido (Chosen One), munido de alguma grana, um cantil de água da Vault 13, a nossa roupa lendária, um PipBoy no braço e uma lança na mão, hora de partir e se aventurar no perigoso e intimidante deserto pós-apocalíptico.

É hora de cruzar a ponte.


To be continue...


-/-

Links:

---> Série Fallout -Tópico sobre a série.
---> Parte 1 - O início, Arroyo.
---> Parte 2 - Klamath.
---> Parte 3 - The Den.
---> Parte 4 - Modoc & Ghost Farm.


Última edição por MrLinx em 26/07/15, 11:28 am, editado 1 vez(es)
avatar 
MrLinx

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diários de uma aventura 5 - Fallout 2

Mensagem por Daniel em 28/06/15, 10:52 pm

É isso aí, @Mrlinx, com certeza sua aventura em mais esse diário será épico da mesma forma que foi com o primeiro jogo.

Essa série, simplesmente chama a atenção de todos, e com certeza será ótimo acompanhar novamente "o escolhido".

Bah, cara, manteram a roupa do main character em forma de respeito.
Aí é onde termina o primeiro jogo ou onde ele veio a morrer de fato?

Lembro que ele foi "convidado" a se retirar do Vault no fim do primeiro jogo.
avatar 
Daniel

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diários de uma aventura 5 - Fallout 2

Mensagem por Whitewolf em 29/06/15, 06:59 pm

Boa @MrLinx, mais um diário original e épico, mais um conteudo exclusivo para nossa comunidade.

Daqui pra frente não acompanharei a fundo as postagens a fim de evitar maiores spoilers, mas com certeza correrei o olho, pois uma obra como essa nao pode passar despercebido!
avatar 
Whitewolf

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diários de uma aventura 5 - Fallout 2

Mensagem por Saint Rafael em 29/06/15, 09:35 pm

Eu também vou acompanhar. Wink
avatar 
Saint Rafael

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diários de uma aventura 5 - Fallout 2

Mensagem por gizellechan em 04/07/15, 10:59 am

MrLinx escreveu:Depois de algumas salas chego então a parte final do teste, onde um amigo nosso da tribo, nos diz que o ultimo desafio é vencê-lo em uma luta corporal, valendo apenas chute no saco e dedo no olho mesmo, sem facas e porretes.

Putz  

Ô putaria kkkk Esse @MrLinx não é fácil Laughing

Parabéns por mais um diário, Linx!

Vou acompanhar mais essa jornada  Very Happy
avatar 
gizellechan

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diários de uma aventura 5 - Fallout 2

Mensagem por MrLinx em 05/07/15, 08:39 am

Daniel escreveu:É isso aí, @Mrlinx, com certeza sua aventura em mais esse diário será épico da mesma forma que foi com o primeiro jogo.

Essa série, simplesmente chama a atenção de todos, e com certeza será ótimo acompanhar novamente "o escolhido".

Bah, cara, manteram a roupa do main character em forma de respeito.
Aí é onde termina o primeiro jogo ou onde ele veio a morrer de fato?

Lembro que ele foi "convidado" a se retirar do Vault no fim do primeiro jogo.


Valeu @Daniel, espero que o diário fique bacana mesmo, e escrever sobre Fallout é sempre bom demais. Pra mim essa série figura no topo entre as melhoras de todos os tempos.

Então, na verdade o jogo não termina ali, como disse acima no post, Arroyo (essa vila onde a roupa dele é cultuada com tanto respeito) foi a vila que ele fundou depois de vagar por um bom tempo e juntar vários seguidores em suas viagens na wasteland, que começa logo depois de sua  expulsão no primeiro jogo. Se ele morreu, ainda não sei, pois apesar de alguns personagens dizerem isso, outros dizem que ele apenas partiu. Tenho que jogar mais pra descubrir a verdade mesmo.

Whitewolf escreveu:Boa @MrLinx, mais um diário original e épico, mais um conteudo exclusivo para nossa comunidade.

Daqui pra frente não acompanharei a fundo as postagens a fim de evitar maiores spoilers, mas com certeza correrei o olho, pois uma obra como essa nao pode passar despercebido!

Valeu Wolf.  Wink


Saint Rafael escreveu:Eu também vou acompanhar.

Obrigado Saint!

gizellechan escreveu:
@MrLinx escreveu:
Depois de algumas salas chego então a parte final do teste, onde um amigo nosso da tribo, nos diz que o ultimo desafio é vencê-lo em uma luta corporal, valendo apenas chute no saco e dedo no olho mesmo, sem facas e porretes.

Putz  

Ô putaria kkkk Esse @MrLinx não é fácil  

Parabéns por mais um diário, Linx!

Vou acompanhar mais essa jornada  

Sabe como é Gi, essas lutas corporais sempre são tidas como as mais justas e tal, mais no final acho que não faz tanta diferença. Tongue

E obrigado Gi! Vou ver se consigo postar a parte 2 ainda hoje.
avatar 
MrLinx

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diários de uma aventura 5 - Fallout 2

Mensagem por Omni em 05/07/15, 07:44 pm

Acompanharei de longe assim como Wolf, ja que nunca joguei versão alguma hehe.
mas espero que faça um bom trabalho.
abraço!!!
avatar 
Omni

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diários de uma aventura 5 - Fallout 2

Mensagem por MrLinx em 05/07/15, 09:19 pm

Omni escreveu:Acompanharei de longe assim como Wolf, ja que nunca joguei versão alguma hehe.
mas espero que faça um bom trabalho.
abraço!!!

avatar 
MrLinx

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diários de uma aventura 5 - Fallout 2

Mensagem por MrLinx em 06/07/15, 09:25 pm

Continuando a aventura...

Saindo da vila de Arroyo, em busca do GECK sigo então para as únicas coordenadas que tenho, que me levam a pequena cidade de Klamath.


Klamath fica a leste de Arroyo, acessível a uma viagem rápida pelo deserto.

Ao entrar ali logo percebo que se trata de um lugar pequeno, com alguns lugares interessantes. O distrito principal se chama Downtown, logo abaixo dali temos uma área aberta cheia de geckos (que são basicamente lagartos gigantes), uma área mais a sudoeste que me leva ao distrito dos Trappers (nome dado aos caçadores de geckos, que lucram vendendo a pele dos bichanos) a Trapper Town e por último temos uma área a noroeste que detalharei mais abaixo. Vou deixar aqui a trilha sonora da vila pra que quiser entrar no clima:


Aqui na área de entrada da cidade recebi e fiz algumas side-quest's simples como ajudar um Tribal chamado Torr a liquidar bando de radscorpions que atacava seu rebanho de Brahmins e ajudei um amigo com um alambique. Além dessas tarefas simples, recebi algumas missões mais interessantes, como por exemplo tentar encontrar um Trapper chamado Smiley que não dá notícias desde a algum tempo desde que se aventurou nas cavernas tóxicas, provavelmente atrás de alguns Geckos.


Distrito de Downtown em Klamath.

Agora o mais interessante que encontrei aqui nessa parte da cidade é um NPC, um tribal chamdo Sulik. O cara é muito louco e diz conversar com os espíritos em especial um chamado Grampy Bone, e está "preso" aqui em um bar até que pague sua dívida. Divida essa adquirida depois que ele aprontou uma quebradeira no local depois de encher a cara. Conversando mais com Sulik ele diz que sua irmã foi raptada e que quer ir atrás de seus captores, mas está preso aqui até pagar sua dívida. Proseando com a dona do boteco me ofereço pra pagar a dívida de do nosso amigo e ao falar com ele novamente, pergunto se ele não quer me acompanhar em minha jorna e quem sabe assim nós também não resolvamos o problema dele de encontrar sua irmã. Sulik aceita e a partir daqui, tenho meu primeiro companheiro de viagem.


Sulik has joined to the party!

Continuando a explorar a vila, descubro que na parte de baixo (lá na Trapper Town) os caçadores de Geckos, estão tendo problemas com ratos radioativos que por estarem detonando a vila e matando pessoas, foi necessário que os habitantes dali bloqueassem a porta para o esgoto que é de onde os ratos estavam vindo para que sanassem o problema.
Como todo e bom aventureiro decido então explorar o esgoto e eliminar os ratos para salvar essa parte da vila. Confesso que tentei limpar o local da praga antes de recrutar Sulik e o resultado não foi dos melhores, mais agora com um membro a mais na party todo ficou mais fácil, e cá entre nós, Sulik é um excelente tanque, além disso consegue causar um excelente dano com sua marreta.


Combinado Sulik e suas marretadas com minha mira na carabina foi fácil limpar os dois andares  da caverna infestada de ratos e ratazanas radioativas.

Depois de alguns andares e de derrotar o "Rei Rato", subo um lance de escadas e saio do outro lado da cerca que antes era inacessível aqui na Trapper Town. Lá me dirijo a minha única interação possível que é em um automóvel, pra minha surpresa, eu consigo uma peça, pra ser mais exato, uma injeção eletrônica. Isso me deixou estasiado, será que temos um veículo aqui em Fallout 2 (sim eu não sei, pois estou jogando sem faq e sem dicas, totalmente no escuro)?? Ao que tudo indica, parece que sim e eu mal posso esperar.


Será essa a peça vital para meu carro pós-apocalíptico? Se for espero que o mecânico não seja careiro...

Tudo resolvido por aqui, agora os habitantes dessa área estão felizes pois eliminei a praga, hora de fazer a única quest que restou aqui em Klamath, procurar por Smiley o trapper perdido na caverna tóxica.
Hora de ir pra wasteland.


A caverna tóxica fica ao norte de Klamath.

A caverna não fica longe de Klamath, mais antes de ir pra lá resolvi passar lá em Arroyo pra, sabem como é, dar uma resenhada mesmo. Na minha volta de lá, fui surpreendido por um encontro aleatório um tanto quanto inusitado. Sinceramente não tenho ideia do que se trata, mais com certeza será algo que descobrirei mais a frente. Vou deixar a cena em spoiler.

Spoiler:









Sigo na jornada para as cavernas. Logo na entrada já descubro o porque do tóxico no nome, poças  de liquido tóxico (ah vá) esparramados pelo chão e no meio disso vários geckos.
Logo na segunda parte da caverna, que é recheada de oponentes, vejo Smiley. O filha da mãe que foi parar na outra extremidade do mapa e para chegar até ele, tive que destroçar uns bons monstrinhos pelo caminho.


Smiley na sala e logo ao lado a porta do elevador que não consigo abrir no momento.

Chegando lá Smiley explica que veio aqui para caçar os geckos a com a finalidade de fazer um bom dinheiro com suas peles, mais quando chegou aqui a coisa ficou feia e ele se viu encurralado pelos monstros em um local tóxico do qual não conseguia sair.
Ao lado da sala onde Smiley está existe um elevador que não consegui acessar, provavelmente eu retorne aqui mais tarde quando meus skill's me permitirem entrar na porta.
Depois de escoltá-lo até a porta ele diz que estará me esperando em Klamath.



Logicamente sigo para lá e converso com Smiley, que de recompensa, me ensina como obter a pele dos geckos, para que possa fazer uma grana assim como os trappers.

Assim, praticamente termino minha estadia aqui em Klamath, exceto por aquela área na parte superior da cidade que deixei para mais tarde, lembram?
Lá chegando me deparo com uma cena inusitada, um robô que me ataca logo que me aproximo e um helicóptero caído e ao lado dele dois corpos. Depois de dar uma sova no robô, descubro que os corpos são de membros da Enclave e em um dos corpos encontro um catão amarelo do reator. Não tenho a mínima ideia de onde vou usá-lo.


Eu e Sulik espancando o robô.

Feito isso hora de seguir para a próxima coordenada em busca do GECK, pois aqui nessa cidade a única coisa de útil relacionada ao artefato que consegui foi a informação de que um comerciante chamado Vic, poderia me informar melhor onde conseguir a "relíquia", mais como a coisa não ta fácil pra ninguém, Vic está sumido daqui e dizem que ele anda pelas redondezas da inóspita região de The Den (ou o Covil no nosso idioma) uma cidade pouco receptiva como o nome obviamente destaca.

Hora de pegar os trapos e viajar pra lá.



To be continue...
avatar 
MrLinx

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diários de uma aventura 5 - Fallout 2

Mensagem por Saint Rafael em 07/07/15, 01:30 am

Muito boa essa trama até o momento.
avatar 
Saint Rafael

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diários de uma aventura 5 - Fallout 2

Mensagem por Conteúdo patrocinado

 
Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 7 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum